Critério para distribuição de bolsas

A Comissão de Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Microbiologia (CCPPG-MICRO), com base na  “Portaria Conjunta  CAPES - CNPQ de 15 de julho de 2010 sobre o  acúmulo de bolsas e remuneração por outras atividades”, resolve:

1) As bolsas CAPES e/ou CNPq só serão concedidas aos alunos com vínculo empregatício quando houver disponibilidade de bolsas, após todos os alunos sem vínculo empregatício terem sido contemplados.

Contudo, doutorandos do PG-MICRO, bolsistas, poderão exercer a função de professor substituto, acumulando a remuneração e bolsa por período de um ano, sendo uma eventual renovação decidida a critério da Coordenação do Programa.

2) Apenas alunos que exercerem cargos relacionados à docência (nível básico, médio e superior), pesquisa nas áreas afins com o PPG-MICRO ou atividades profissionais em órgãos públicos beneficiadas diretamente pelo conhecimento adquirido no curso das atividades do PG-MICRO serão candidatos potenciais ao acúmulo de bolsa e remuneração por outras atividades.

3) Caso haja disponibilidade de bolsas para serem concedidas aos alunos com vínculo empregatício, estas serão concedidas de acordo com a ordem de classificação no processo de seleção.

4) Os casos omissos na presente resolução serão resolvidos pela CCPPG-MICRO.